Resenha Livro O Grande Gatsby (The Great Gatsby). Uma crítica ao capitalismo sem a ética protestante.

O Grande Gatsby é um livro escrito por F. Scott Fitzgerald e foi publicado em 1925.

Nick é o narrador da história, vizinho de Gatsby, sendo um mero observador e relator de fatos. O protagonista é um homem riquíssimo chamado Gatsby.

De personalidade e origem obscura Gatsby vive em uma mansão gigantesca em Long Island, sua residência vive lotada de pessoas ricas e celebridades diversas. Todos vivem confabulando a respeito de como a personagem conseguiu sua riqueza.

Muitos dão fruto à imaginação e teorias bizarras surgem nesse contexto.

O referido milionário possui uma obsessão pela prima de Nick, chamada Daisy, que é casada com o mulherengo Tom Buchman. Gatsby tudo fez para se tornar uma pessoa rica, para poder conquistar a jovem, seu amor da adolescência.

Ela não se casou com o rapaz, pois ele era pobre.

O marido de Daisy tem uma amante e não faz a menor questão de esconder da sua esposa e da sociedade, pelo contrário a exibe para os outros como se fosse um trofeu. As relações tanto amorosas, quanto de amizades são extremamente superficiais.

O autor deixa claro na narrativa que todas são frutos de interesses.

Um ponto que me incomodou é a descrição do amigo de Gatsby: Meyer Wolfsheim. Descrito como fraudador da bolsa de valores e judeu de nariz achatado. Nenhuma figura no livro tem sua aparência descrita e sua religião destacada, somente o hebreu que parece um judeu caricato saído das cartilhas nazistas.

Acredito que a obra seja uma crítica aos capitalistas sem a ética protestante. Os princípios calvinistas são muito claros, a prosperidade deve ser conquistada a partir do trabalho duro e de uma disciplina que não comporta excessos de nenhum tipo.

Posso compreender que a história é um alerta para os danos de um castelo edificado na areia. Uma riqueza advinda de meios obscuros não é sinal de predestinação, ao contrário leva para o abismo.

Anúncios

3 comentários sobre “Resenha Livro O Grande Gatsby (The Great Gatsby). Uma crítica ao capitalismo sem a ética protestante.

  1. Pingback: Resenha filme: Gato Negro – Gartón Gallo | JuOrosco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s