Opinião: Série mexicana Juana Inés

Eu posso dizer que essa série me pegou, assisti praticamente a todos os episódios de uma vez. A trama é muito bem amarrada e a personagem principal Juana Inés Asbaje, posteriormente Sor Juana Inés de la Cruz é muito carismática.

Resultado de imagem para série Juana Ines

Juana Inés antes de se tornar freira. Imagem de divulgação. 

A narrativa se passa na Cidade do México, entre os anos de 1680 e 1690. A história é baseada em fatos reais, com algumas licenças poéticas. A referida monja era poetisa, dramaturga e teóloga, falava além do espanhol, nahuatl, português e latim. Era autodidata, pois na época era vedada às mulheres frequentarem as universidades.

Resultado de imagem

Juana Inés de la Cruz. 1651-1695.

Juana Inés era muito crítica em relação a opressão feminina, como por exemplo, em sua poesia “Hombres Nécios”, ela defende o direito da mulher de ser respeitada como um ser humano.

A referida personagem começa como dama de companhia da vice-rainha Marquesa de Mancera, nessa posição a jovem sofre bastante, mas nunca se deixa cair na melancolia.

A série também mostra a violência exercida na época em nome da fé católica, como as torturas praticadas pela Inquisição Espanhola, as autoflagelações e os ataques psicológicos, minando a liberdade das pessoas.

Resultado de imagem para Inquisição espanhola mexico

Uma das torturas praticadas pela Inquisição Espanhola. 

Juana fez muitos desafetos por ser inteligente e querer estudar. Dentre eles seu confessor, o jesuíta Antonio Nuñez de Miranda, que a colocou nos conventos da Carmelitas de Pés Descalços, onde ela não teria acesso a livros e nem a possibilidade de escrever. Essa parte é retratada de maneira bem dramática, fazendo o telespectador se sensibilizar diante do sofrimento da moça. Posteriormente, ela consegue ir para o Convento das Jerônimas e lá sua vida é um pouco melhor.

Um elemento muito importante na série é a Inquisição Espanhola, que também atuava nas colônias. Algumas cenas mostram uma índia convertida ao cristianismo, que foi condenada por práticas hereges.

O destaque vai para atuação do ator Néstor Galán, como o arcebispo Manuel Fernández de Santa de Cruz, homem extremamente rígido, buscando a pureza da fé.

Resultado de imagem para Néstor Galán Manuel Fernandez de Santa de Cruz

Representação de Manuel Fernandes de Santa de Cruz. 

O olhar e voz da referida personagem já a faz ser extremamente temida. Uma cena interessante é a que ele diz que a Cidade do México está tomada pelo demônio! E que ele precisa purgar a mesma de toda a putrefação! Assim ele joga uma sopa quente sobre sua cabeça como uma forma de penitência.

Fica a dica de uma série bem feita que retrata um importante momento histórico: a colonização espanhola na América.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s