Opinião: Para Roma com Amor – Woody Allen

O filme começa com um policial romano, que dirige o tráfego, e é ele o narrador da história. A filmagem do local foi ajustada para caber na música Volare de Domenico Modugno (lindíssima, por sinal).

Somos apresentados a Hayley que é uma estudante e turista americana em Roma, que se apaixona pelo romano Michelangelo. Seus pais Phyllis e Jerry voam para a cidade para encontrá-los. O pai é um “neurótico” nova-iorquino produtor de ópera aposentado e a mãe psiquiatra. Nesse contexto, eles conhecem o pai do rapaz, que é dono de funerária e canta no chuveiro.

O casal Antonio e Milly vieram à cidade para uma oportunidade de trabalho e também para apresentar a sua esposa para a família. São um tanto conservadores e após alguns desencontros o rapaz precisa apresentar Anna, uma prostituta, à sua família passando-se por sua mulher.

Posteriormente, conhecemos o casal Jack e Sally, que receberão Monica como hóspede. De início percebemos que o rapaz ficará apaixonado pela amiga da esposa. O jovem é arquiteto e encontra o renomado Alec Baldwin (também arquiteto) e esse se torna uma espécie de “alter-ego” do moço.

Concomitante temos a personagem de Belini que é um romano classe média, vivendo uma vida pacata sem grandes acontecimentos. Do nada ele se torna uma celebridade e passa a ser seguido por paparazzis, que perguntam de tudo: que cueca ele usa, o que ele comeu no café da manhã,etc.

Percebemos nesse filme a visão do americano sobre o italiano e Wood Allen acentua bem a diferença. Por exemplo, Jerry descobre que o pai de Michelangelo é um exímio cantor e insiste que ele deve se tornar profissional nessa arte. O agente funerário se recusa, dizendo que já é dono de uma funerária, e que não gostaria de participar de nenhum musical. O pai de Hayley fica inconformado, pois essa atitude seria impensável para um americano. Lá ninguém se recusaria a ganhar fama e dinheiro.

Também o jovem Michelangelo tem ideias esquerdistas e defende os sindicatos para Jerry, que fica inconformado, pois nos Estados Unidos isso seria muito rato. A personagem de Belini sendo perseguida por jornalistas e respondendo a perguntas sem importância é uma crítica a imprensa marrom, que sobrevive de notícias tolas sobre famosos.
A personagem Monica faz de tudo para conquistar Jack, marido de sua amiga Sally. Ela nitidamente tem um personalidade narcisista e é uma pseudointelectual. É a típica pessoa que se mantém interessada na outra, enquanto não a conquistou, depois de realizada a façanha vai embora sem muitas delongas.

Antonio é um rapaz confuso e inseguro, fazendo de tudo para vender uma aparência para a família, no entanto, se vê as voltas de ter que apresentar uma prostituta como sua esposa.
A vida exige de nós flexibilidade e criatividade, não dá para planejarmos tudo, pois os acontecimentos podem nos surpreender e nós teremos que nos virar para sobrevivermos. Freud dizia que a mente humana é parecida com Roma, que cresceu a partir de ruínas, em que o velho e o novo convivem junto. Por baixo do que vemos na cidade, tem uma outra escondida que temos que percorrer para poder conhecer, não adianta olhar de cima.

Possivelmente, Wood Allen escolheu a cidade para falar das paixões humanas e dos desejos reprimidos, pois percebemos que todas as personagens são ambíguas.
O fato é que nós não temos controle de nada, nem da nossa mente. O inconsciente é que nos domina, isso fica muito nítido no enredo. Do nada podemos nos tornar sub-celebridades, gostarmos do narcisista, ter que apresentar a prostituta como esposa, ou seja, a vida não obedece aos parâmetros cartesianos.

Além de uma narrativa excelente, o filme tem fotografias impecáveis e uma trilha sonora maravilhosa.

Wood Allen é um cineasta que dispensa elogios. Fica a dica de um filme lindo!

Data de lançamento 29 de junho de 2012 (1h 51min)

Direção: Woody Allen

Elenco: Woody Allen, Alec Baldwin, Roberto Benigni mais

Gênero Comédia

Nacionalidades Eua, Espanha, Itália

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s