Resenha Livro: A Revolução dos Bichos – George Orwell

Nenhum texto alternativo automático disponível.

George Orwell era o pseudônimo literário de Eric Blair. O autor serviu o Exército inglês na Birmânia e depois de retornar a Londres, começou sua carreira literária. Além de “A Revolução dos Bichos”, escreveu “Lutando na Espanha” e “1984”.

Resultado de imagem para a revolução dos bichos

A narrativa versa sobre uma revolução dos bichos em uma fazenda na Inglaterra. Lá os animais eram explorados e viviam uma vida miserável.

Após o Sr. Jones, dono da Granja Solar, fechar o galinheiro à noite, um porco chamado de Major, que gozava de um alto conceito entre os animais convocou todos a uma reunião.

Major começa seu discurso dizendo que havia sonhado e precisava contar o sonho a todos: “-Então, camaradas, qual é a natureza desta nova vida? Enfrentaremos a realidade: nossa vida é miserável, trabalhosa e curta. Nascemos, recebemos o mínimo alimento necessário para continuar respirando, e os que podem trabalhar são exigidos até a última parcela de suas forças; no instante em que nossa utilidade acaba, trucidam-nos com hedionda crueldade. ”

“- O Homem é uma criatura que consome sem produzir. Não dá leite, não põe ovos é fraco demais para puxar o arado, não corre o que dê para pegar uma lebre”….E assim ele profetiza que haveria uma revolução.

O velho Major morreu e nos três meses seguintes houve uma intensa atividade secreta. Não sabiam quando teria lugar a rebelião predita pelo Major, nem tinham razões para acreditar que fosse durante a existência deles, mas percebiam claramente o dever de trabalhar por ela.

A tarefa de instruir e organizar os outros recaiu naturalmente sobre os porcos, reconhecidamente os mais inteligentes dos bichos. Mais precisamente sobre os dois porcos da fazenda, que o Sr. Jones criava para vender: Napoleão e Bola de Neve.

Garganta, também porco, figurou como um assistente dos outros dois suínos. Tinha uma oratória muito boa e diziam que podia convencer qualquer um de que preto era branco.

Em uma noite os bichos, já organizados, lutaram bravamente e expulsaram o Sr. Jones e sua esposa. A Granja do Solar, passou a se chamar Granja dos Bichos.

Napoleão e Bola de Neve explicaram que seria possível resumir os princípios do Animalismo em Sete Mandamentos:

  1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.

    2. Qualquer coisa que ande sobre quatro patas, ou tenha asas, é amigo.

    3. Nenhum animal usará roupas.

    4. Nenhum animal dormirá em cama.

    5. Nenhum animal beberá álcool.

    6. Nenhum animal matará outro animal.

    7. Todos os animais são iguais.

Para os bichos com mais dificuldades de aprendizado Bola de Neve resumiu em duas frases: Quatro pernas bom, duas pernas ruim.

Os humanos, como era de se esperar, tentaram retomar a fazenda. Bola de Neve lutou com bravura, assim como a maioria dos animais.

Bola de Neve dedicou sua vida para melhorar a de todos, ele queria fazer um moinho para gerar energia e com isso as pessoas poderiam trabalhar menos. No entanto, Napoleão se apropriou das ideias de Bola de Neve e o expulsou da granja.

Muitas foram as acusações que recaíram sobre Bola de Neve, que foi denunciado por ter conspirado junto aos humanos. Ele foi ferido nas costas pelos humanos na defesa da fazenda. No entanto, Napoleão disse que ele o mordeu.

A Revolução aos poucos foi ruindo e os animais foram perdendo sua dignidade ao longo de suas vidas. A fome tomou conta do lugar e muitos morreram de exaustão.

Ninguém mais identificava o que era bicho e o que era gente.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

O livro foi escrito no fim da Segunda Guerra Mundial e publicado em 1945. Foi rejeitado por várias editoras, pois é nitidamente uma crítica aos desdobramentos da Revolução Russa e ao governo stalinista.

No período, a União Soviética era aliada da Inglaterra na luta contra o nazi-fascismo e não ficava “bem” criticar um aliado.

O despótico Napoleão é Stálin, o Major é Lênin e o banido Bola de Neve é Trotsky. Garganta é a representação de todos os “zelosos” diligentes do Partido Comunista Soviético, que acatavam as ordens sem questionar.

Resultado de imagem para fotos do trotsky antes e depois

Foto do Lenin discursando, com o Trotsky abaixo.

Imagem relacionada

A mesma foto com o Trotsky recortado. Stálin o baniu da história.

Entre os anos 1936 e 1939, ocorreu na União Soviética o grande expurgo, que resultou na execução de 680.000 pessoas. Foi instituído uma polícia política – NKVD (da qual a KGB era uma célula que posteriormente se separou). Também as igrejas foram fechadas e a religião proibida. Stálin não queria dividir seu poder com ninguém.

Resultado de imagem para propaganda sovietica stalin

Stálin desenvolveu muito a propaganda a fim de trabalhar sua imagem como um grande líder. No cartaz, ele está em pé de igualdade com Marx e Lênin.

A coletivização forçada no campo incidiu na morte de milhares de pessoas, o evento é conhecido como Holodomor.

Resultado de imagem para holodomor

Pessoas padecendo de fome, devido a coletivização força do campo.

Interessante observar que antes de morrer Lenin soltou uma nota ao Partido, pedindo para afastar Stálin do poder, pois já previa o que poderia acontecer.

Orwell era anti-capitalista, ele acreditava que o socialismo resolveria a pobreza. No entanto, se decepcionou com os rumos que o stalinismo tomou, se tornando muito distante do socialismo.

Ele via a ascensão de Stálin ao poder como uma traição aos princípios socialistas pelos quais Lênin e Trotsky tinham lutado. O certo era que a União Soviética estava se tornando totalitarista e não socialista.

O autor se inspirou na criação da história quando viu um cavalo sendo chicoteado por um menino. Ele pensou: “se os animais tivessem consciência da sua força, não teríamos poder sobre eles, assim como o governo e a elite exploram pessoas comuns, por falta de consciência dos mesmos.”

Resultado de imagem para Orwell

Foto de George Orwell.

Fica a dica de um livro incrível e que ainda é atual, apesar da queda da União Soviética.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

 

 

Anúncios

20 comentários sobre “Resenha Livro: A Revolução dos Bichos – George Orwell

  1. Revolução dos Bichos, foi um dos livros que mais gostei de George Orwell. Gostei tanto que logo li “1984”.
    parabéns Juliane, resenha muito bem feita e contextualizada.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Resenha Livro: A Revolução dos Bichos – George Orwell – segundaguerraemplstico

  3. Pingback: Resenha livro: 1984 – George Orwell | JuOrosco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s