Resenha Filme: Fragmentado – M. Night Shyamalan

Imagem relacionada

No começo do filme vemos uma festa, e aparentemente uma jovem está fora do grupo, ela se chama Casey. A aniversariante Claire, diz ao pai e à amiga Marcia, que a convidou por piedade. Eles oferecem carona à ela.

Percebemos que Casey é extremamente quieta e observadora. Enquanto, o pai de Claire está arrumando os presentes no porta-malas, a moça percebe que algo está errado.

Resultado de imagem para fragmentado elenco

Claire avisa: “-Moço você entrou por engano.”

Um rapaz entra no carro e sequestra as três adolescentes. Elas são dopadas e acordam em um quarto sinistro. Sem saber direito o que está acontecendo.

Nessa cena, aparece o rapaz e olha para Márcia e diz: “- Você vem primeiro!” Tudo é muito esquisito, não sabemos direito do que se trata.

A cena corta para a psiquiatra Dra. Karen Flecher, atendendo Kevin em seu consultório. O Kevin que ela atende está alterado.

Ela diz a ele, que está surpresa pelo rapaz estar durando tanto tempo em seu trabalho e que pacientes como ele costumam ser demitidos rapidamente. A partir de uma conversa entre Dra. Karen e um colega, descobrimos o que acontece com Kevin.

Os pacientes atendidos pela Dra. Flecher possuem Transtorno Dissociativo de Identidade, são pessoas com múltiplas personalidades.

Uma personalidade pode ser completamente diferente da outra, uma pode ser asmática a outra não; uma poderá desenvolver miopia, enquanto a outra enxerga direito.

Ela diz que até mesmo o nível de colesterol varia entre uma personalidade e outra. O certo é que os pensamentos mudam a química corporal.

Esse transtorno pode ser adquirido a partir de traumas de infância, como abuso físico e/ou psicológico. Kevin possuía 23 personalidades diferentes e vamos conhecendo algumas, enquanto as meninas estão presas.

Quando as jovens olham pelo buraco da fechadura, vemos uma mulher de saia e sapatos de salto. Elas pensam, que bom tem outra pessoa! Ao que elas descobrem que se trata de Patrícia, uma das personalidades dominantes.

Resultado de imagem para fragmentado filme

Patrícia é uma personalidade feminina.

Depois conhecemos Hedwig, um garoto de 9 anos, que se aproximará de Casey. Em uma das cenas ele pede um beijo a ela e diz: Cuidado, você poderá engravidar! Ele tinha o conhecimento e a mentalidade de uma criança.

Resultado de imagem para fragmentado filme

Hedwig é uma criança de 9 anos.

Dennis tem uma grande preocupação por limpeza e também é uma das personalidades dominantes, Barry é meticuloso e focado e Orwell é homossexual e costureiro.

Resultado de imagem para fragmentado filme


Orwell com a Dra. Flecher. As cenas no consultório são mais claras, pois o problema está sendo colocado à luz.

 Patricia faz lanche para as meninas, penteia o cabelo delas e colocam-lhe flores. No entanto, outra personalidade pode assumir a qualquer momento e Kevin se torna violento.

Nas interações das três garotas com Kevin, vemos flashbacks da vida de Casye. Ela foi uma garota criada caçando junto com seu pai, que lhe ensinou muitas técnicas e fez com que ela aprimorasse sua percepção do ambiente e das pessoas.

Casye foi abusada sexualmente pelo tio, o que a tornou hábil em transitar por vários mundos. A jovem é a primeira que compreende o que está acontecendo.

A 24 personalidade está para vir à tona, no qual Kevin chama de “a besta”, é um animal irracional, que uma força terrível.

O diretor manteve o final do filme em suspense, visto que ficou mais de 15 anos construindo o enredo. Em uma entrevista para um jornal americano, ele diz que há muito preconceito com pessoas portadoras de algum transtorno.

M. Night Shyamalan diz que a partir de um trauma, a mente pode se fragmentar e pensamos: – Essa pessoa não é como nós, ela é quebrada. Ela é menos? Ou será que ao contrário, ela é mais forte?”

As estatísticas mostram que a taxa de transtorno dissociativo de identidade é 0,01% a 1% da população geral, sendo um transtorno extremamente raro. Um caso famoso inclue o aposentado jogador da NFL, Herschel Walker, que diz que lutou com Transtorno Dissociativo de Identidade por muitos anos.

Mesmo sem passar nenhum grande trauma, podemos esconder a besta dentro de nós, o nosso lado sombra.

Para Jung, sombra “é a parte negativa da personalidade, isto é, a soma das propriedades ocultas e desfavoráveis, das funções mal desenvolvidas e dos conteúdos do inconsciente pessoal.”

Dessa forma, deixo com vocês a dica de um filme excelente para quem gosta de suspense com um toque de psicológico!

 

Anúncios

16 comentários sobre “Resenha Filme: Fragmentado – M. Night Shyamalan

  1. Adorei a sugestão de filme, ainda não vi “Fragmentado”, mas está na minha lista de filmes que quero ainda ver rsrsrs Estou curiosa pra assistir, acho esse transtorno de personalidade muito complexo e a atuação desse ator é muito boa. Gostei bastante da resenha! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s