Resenha Série: Gypsy – Lisa Rubin

Gypsy é uma série produzida pela Netflix, que conta a história da psicóloga Jean Holloway.

A princípio a série parece versar sobre uma psicoterapeuta, que procura parentes e  namoradas dos seus pacientes e  começa a se relacionar com eles.

Resultado de imagem para série gypsy

A personagem é bem mais complexa. Jean tem um alter-ego chamado Diane. Ela é manipuladora e cria máscaras sociais, dependendo das personalidades das pessoas com quem convive.

Nos capítulos vamos conhecendo seus pacientes. O primeiro deles é o jovem Sam, que é apaixonado por uma barista e cantora com quem rompeu a relação recentemente.

Jean, como Diane, vai conhecer a moça que se chama Sidney. Uma jovem extremamente sedutora, que se interessa pela psicóloga.

A protagonista engana Sidney, dizendo que é solteira e jornalista. Ela seduz a moça, que fica completamente envolvida e  as duas passam a se relacionar amorosamente.

Nesse ínterim, Jean continua atendendo Sam levando-o a desistir de Sidney.

Allison, é uma paciente de Jean, que é usuária de drogas. A moça diz que não tem para onde ir, pois sua mãe está com câncer nos pulmões, ela não tem pai e seu namorado é violento.

A psicóloga oferece um apartamento, que ela mantém como Diane, para a jovem se refugiar. Esse fato gera uma série de reviravoltas e problemas, envolvendo até a polícia.

Jean é acompanhada por outros psicólogos e ela os manipula, assim como a seu marido, que desconfia que a esposa tem um amante.

Ele passa a seguir seus passos no Café, onde Sidney trabalha e chega a descobrir a existência do apartamento de Diane.

Jean tem crises constantes de ansiedade. Algo está muito errado com a sua rotina. A psicóloga vive completamente a vida dos outros, voltada totalmente  para o externo.

A princípio parece que Sidney a controla, mas ela não passa de joguete nas mãos de Jean. A relação delas é muito ambígua e permeada por mentiras.

Em algumas cenas, aparece a tela do celular quebrada de Sidney, assim como copos e vidros trincando na abertura. Esse fato simboliza a fragmentação psicológica de ambas personagens.

Os acontecimentos se tornam tão complexos, que não sabemos se Jean está tentando ser a barista ou manipula-la simplesmente.

Resultado de imagem para série gypsy

Sidney com Diane. 

O consultório é todo azul, assim como as unhas de Sidney, o que possivelmente significa que elas tem muito em comum. Esses são alguns detalhes que ajudam a compor as personagens.

Outro tema abordado pela série é a transexualidade. Eu não sei se é correto chamar assim, pois se trata de uma criança.

A filha de Jean quer se vestir como menino, interpretar o Peter Pan na escola e não gosta de princesas. Todas essas características rendem muitos problemas e conflitos.

Fica a dica de uma série excelente, com personagens complexas. Importante para refletirmos a condição humana.

Anúncios

10 comentários sobre “Resenha Série: Gypsy – Lisa Rubin

  1. Uaaau!
    Tinha ouvida falar dessa série, mas não conhecia a premissa. Posso dizer que depois deste post, vou assistir com certeza! Amo psicologia, e o fato da psicoterapeuta ser a personagem mais complexa chama bastante atenção!
    Parabéns pelo post! 👏💜

    Curtido por 2 pessoas

  2. Ainda não assisti, mas pela sua resenha e pelo trailer, temos algo que todos deveriam mostrar interesse, para crescimento intelectual e interior, que é conhecer nosso âmago profundo, já que todos nós temos várias personalidades e criamos não só um universo particular, como a própria realidade daquilo que vivemos ou queremos vivenciar !

    Curtir

    • Oi Sidney, “Conheça-te a ti mesmo e conhecerás o Universo e os deuses”, aforismo da entrada do templo de Delfos. Acredito que o nosso maior investimento seja realmente nos conhecer e isso nos livrará de muitos percalços. Obrigada, por vir aqui!!! Abçs!

      Curtir

  3. Pingback: Os melhores do blog em 2017!!! | JuOrosco

  4. Para mim, as séries são muito interessantes por que podemos encontrar de diferentes gêneros. De forma interessante, Lisa Rubin, criador da série, optou por inserir uma cena de abertura com personagens novos, o que acaba sendo um choque para o espectador, que esperarava reencontrar de cara as queridas crianças. Desde que vi o elenco de Gypsy imaginei que seria uma grande produção, já que tem a participação de atores muito reconhecidos, Pessoalmente eu irei ver por causo do actriz Naomi Watts, uma atriz muito comprometido (Os Filmes de Naomi Watts para Eles são uma ótima opção para entreter), além disso, acho que ele é muito bonito e de bom estilo. Não posso esperar para ver a nova temporada, estou ansiosa.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s