Resenha livro: Viagens na Minha Terra – Almeida Garrett

José Batista da Silva Leitão de Almeida Garrett foi um importante poeta e romancista português do século XIX.

Resultado de imagem para almeida garrett
Almeida Garret.

Nasceu na cidade do Porto em 1799 e faleceu em 1854 em Lisboa. Era liberal, porém cristão, apesar de criticar a Igreja Católica. Ficou exilado na Inglaterra, onde se aprofundou nos estudos. De volta à Portugal participou da Revolução de Setembro, que opôs monarquistas e liberais,  em 1820.

O tempo em que Garrett viveu foi marcado por uma sucessão de revoltas, lutas armadas e profundas instabilidades políticas e sociais.

Em 1807, a iminência da invasão de Portugal pelas tropas napoleônicas instala o pânico, que determinou a vinda da família real para o Brasil.

Expulsos os franceses em 1812, o país é dominado pela Inglaterra, que se prevalece da prolongada ausência de D. João VI.

Para os liberais o grande inimigo da pátria não era Napoleão, nem a Inglaterra, mas o regime absolutista. Nesse clima de conflito estoura no Porto a primeira Revolução Liberal em 1820.

Resultado de imagem
Alegoria da Revolução Liberal do Porto ou Revolução de Setembro.

Em 1821, Dom João VI retorna a Portugal para resolver a situação, mas foi feito prisioneiro pelos liberais e obrigado a jurar a nova Constituição. Em 1823, os absolutistas tomam o poder na contra-revolução.

Imagem relacionada

O rei é forçado a voltar atrás, abole a Constituição e começa a perseguir os liberais, entre os quais Almeida Garrett, que foge para a Inglaterra.

De volta à Portugal, o escritor luta a favor da ideologia liberal.

Viagens na Minha Terra é uma obra fruto desse contexto histórico, em que Garrett tece várias reflexões à respeito de Portugal.

O livro foi publicado em capítulos na Revista Universal Lisbonense em 1843, e foram interrompidas devido o incômodo do texto.

A obra possui a peculiaridade de ter um narrador-autor, pois em muitos momentos o escritor se assume como Garrett na fala do narrador.

Garrett misturou o estilo literário com o oral, conferindo um dinamismo nos diálogos e nas cartas. Por exemplo, em muitas frases o sujeito fica distante do verbo, característica da língua falada.

A palavra viagens no título faz referência a um conjunto de viagens, que sai de Lisboa e passa pelas cidades: Ribatejo, Vida Nova da Rainha, Azambuja, Cartaxo até Santarém. Mas, as “viagens” são também as reflexões que o autor faz no trajeto.

Resultado de imagem para Santarém Século XIX Portugal

Quando o autor-narrador chega a Santarém conhecemos a história de Carlos e Joaninha, a menina dos rouxinóis.

Joaninha vive com sua avó cega e recebe somente a visita do Frei Dinis, uma personagem austera e obscura.

A jovem é apaixonada por seu primo Carlos, que está lutando na Revolução de Setembro.  O rapaz é um liberal convicto e odeia Frei Dinis, que tentou dissuádi-lo contra a causa liberal.

Em uma das cenas, Carlos junto as tropas liberais chegam a Santarém onde encontra a prima.

Joaninha nunca o esqueceu e declara-se muito apaixonada por ele. Porém, o rapaz já tem uma outra pessoa, uma inglesa chamada Georgina.

Os desdobramentos dessa narrativa são bem interessantes, pois a avó de Carlos e Joaninha guarda um grande segredo.

Carlos funciona como um alter-ego de Garrett, ambos são liberais, estiveram na Inglaterra e lutaram na Revolução de Setembro. Porém, o livro não é autoral.

Dessa forma, o objetivo principal de Almeida Garrett com a obra era levar a sociedade portuguesa a refletir sobre a realidade presente e a direção que a nação tomaria a partir dos conflitos.

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s