Resenha doc.: Josef Stálin: O tirano vermelho – TV France International

Com a queda da União Soviética os arquivos do período stalinista foram abertos para Ocidente, só então algumas informações se tornaram públicas, por isso, compreender o período ainda é um desafio para os historiadores. Há muito trabalho por fazer.

Resultado de imagem para propaganda soviética stálin

O nome verdadeiro de Stálin era Josef Djugashvilli, posteriormente ele tomou o sobrenome Stálin, que significa aço. Nasceu em 1888, na época dos czares.

Viveu uma infância miserável, com um pai alcóolatra e violento.

Em 1917, participou da Revolução Bolchevique, liderada por Lênin, que derrubou e assassinou o czar e sua família.

Com a morte de Lênin em 1924, Stálin com 46 anos era secretário geral do Partido Comunista, um cargo relativamente de pouco destaque. Era considerado pela alta cúpula do Partido medíocre. Porém, Lênin morria de medo do Stálin e pedia para outros líderes bolcheviques nunca deixar o governo nas mãos dele.

Resultado de imagem para propaganda soviética stálin

Stálin com uma criança, simbolizando a URSS.

Após vários golpes conseguiu exilar no Cazaquistão seu principal opositor León Trotski, que depois foi assassinado a seu mando no México. Posteriormente, matou vários membros do Partido Comunista e assim conseguiu tomar o poder.

O ditador começou a eliminar os vestígios da antiga Rússia, explodindo a cúpula das Igrejas e proibindo a religião. Antes de lutar a favor da Revolução, ele queria ser padre, porém seus pais não tiveram condições de pagar seus estudos.

Ele se tornou um líder totalitário, impedindo a existência de qualquer poder que não fosse o dele, com isso  fechou a Igreja Ortodoxa.

Posteriormente, implementou a coletivização forçada do campo, causando um genocídio da população ucraniana, em que 7 milhões de pessoas morreram de fome. Esse episódio é conhecido como Holodomor, que significa “matar através da fome”.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Camponeses ucranianos começaram a cair mortos nas ruas.

Segundo alguns especialistas essa ação visou o extermínio da população da Ucrânia, como etnia (uma forma de limpeza étnica). Porém, ainda não há consenso sobre aos motivos que impeliram Stálin a realizar essa bárbarie.

Ao mesmo tempo, Stálin executava cada vez mais pessoas. Qualquer cidadão poderia ser considerado contra-revolucionário e assassinado.

Stálin criou uma polícia política chamada NKVD, posteriormente chamada KGB. Esse braço do Estado era responsável pela espionagem e investigação de opositores, ou qualquer pessoa que pudesse ser considerada como tal.

Crianças começaram a ser incentivadas a delatar seus próprios pais e parentes. Vizinhos denunciavam vizinhos e ninguém estava a salvo.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e texto

Imagem de um menino, que delatou seu pai. Crianças começaram a detatar seus familiares.

Os gulags foram criados com base nas antigas prisões czaristas. Eram campos de trabalho forçados, que ficavam na Sibéria, onde os prisioneiros eram escravizados e realizavam trabalhos duros, com pouquíssima alimentação.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e atividades ao ar livre

Imagem de um gulag.

Ao mesmo tempo, que essas atrocidades eram cometidas, Stálin começou a desenvolver a União Soviética economicamente e culturalmente.

Resultado de imagem para propaganda soviética stálin

A propaganda stalinista propagava os feitos de Stálin.  Ele levaria a URSS ao desenvolvimento. Na imagem ele olha para o futuro.

Ordenou a construção de obras gigantescas, centrais elétricas, metrôs, trens e modernizou as fábricas. Ele dizia que queria modernizar o país rapidamente, para transformá-lo em paraíso para os trabalhadores.

A imagem pode conter: texto

Stálin investiu muito também em cultura.

A propaganda stalinista era muito bem feita. Ainda há poucos trabalhos à respeito, acredito que ela teve mais efeito que a nazista.

A imagem pode conter: 1 pessoa

A propaganda stalinista era o ponto alto do governo.

A imagem de Stálin estava em todos os lugares e grandes desfiles eram feitos, tendo a figura do ditador no centro.

Heróis reais e fictícios começaram a ser criados, como um suposto trabalhador de uma mina de carvão, que excedia as cotas de estração do minério todo o mês, todavia, essa pessoa não existiu.

Resultado de imagem para propaganda soviética stálin

Stálin é representado como um messias pai da nação.

A imprensa internacional também foi vítima da enganação da propaganda stalinista, e começa a propagar as maravilhas do regime.

Porém, uma inglesa viaja como turista e com uma câmera própria registra imagens da realidade. Muita pobreza, crianças órfãs pedindo esmolas e antigos aristocratas, pegando comida do lixo.

O ditador compreende, que se há falhas no sistema econômico, é porque estão sabotando, então cria cotas de execuções.

Assim, os expurgos endurecem e o alto comando do Exército Vermelho praticamente é todo eliminado.

 Stálin sabia que o nazismo era uma ameaça real e que dois regimes totalitários, um de extrema esquerda e outro de extrema direita, não podiam coexistir na Europa.

A imagem pode conter: multidão e texto

Trecho de um discurso de Hitler em um congresso nazista.

No entanto, ele ainda não tinha condições de enfrentar Hitler. Assim, em conversas paralelas com a Inglaterra eles resolveram, que a URSS deveria assassinar um tratado de não agressão com a Alemanha (tratado Ribbentropp-Molotov) e anexar alguns territórios da Polônia, ganhando espaço para defesa.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, atividades ao ar livre e texto

Imagem de Hitler em um congresso, em que disse que destruiria a URSS e o comunismo.

Hitler não tinha muita noção da capacidade soviética e acreditava que em dois meses teria dominado a URSS.

Stálin quando soube do ataque não quis acreditar e mandou exilar todos aqueles, que o estavam alertando. Ele demorou muito para responder aos nazistas e muitos morreram por conta disso.

No entanto, o ditador era muito hábil com a propaganda e começou a investir em publicidade, que incentivava a vingança do povo soviético contra o alemão.

Imagem relacionada

A propaganda foi um importante instrumento na guerra.

Em um ataque aéreo à Moscou, Stálin escondeu-se junto com a população no metrô, conferindo a ele uma humanidade e proximidade com as pessoas.

Também decidiu manter o desfile militar em comemoração a Revolução Russa; em que os soldados marchavam perto do Kremlin e iam direto para o front. Isso aumentou muito o moral da população civil e dos militares.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

A parada em comemoração a Revolução Russa elevou o moral da população civil e militar.

Na Batalha de Stalingrado, Stálin designou o General Zukhov para defender a cidade, que era o símbolo de seu poder pessoal. Hitler designou praticamente toda sua estrutura militar para liquidar a cidade.

Com uma estratégia militar muito bem feita, o general cercou as tropas nazistas, encontrando com os militares soviéticos que estavam na cidade. Os nazistas tiveram que se render.

A imagem pode conter: texto e atividades ao ar livre

Imagem de um reconstrução soviética da Batalha de Stalingrado.

Stálin prometeu pessoalmente vingança por conta de Stalingrado e disse que iria destruir Berlim, e ele cumpriu o que havia dito.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Stálin tinha muita oratória e carisma.

Após a derrota do nazismo, o ditador soviético promoveu a Marcha da Vitória, em que todos que lutaram desfilaram. Um ato muito simbólico é quando todos os estandartes nazistas capturados foram depositados abaixo do túmulo de Lênin, um ritual retirado do Império Romano.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial todos os líderes queriam conhecer o soviético, pois de ditador obscuro, ele se transformou naquele que venceu Hitler.

A devoção da população a Stálin triplicou, todos acreditavam que ele era o pai da população e compreendiam, que graças a ele estavam a salvo do nazismo.

Em contraponto a idolatria que os soviéticos nutriam (com exceção de parte dos ucranianos), sua família o detestava. Sua esposa Nádia se suicidou e colocou a culpa no marido, seu filho mais velho Vasili tentou suicídio antes da guerra e sobreviveu, acabou morrendo em um campo de concentração alemão. Hitler tentou trocá-lo pelo marechal Von Paulus, ao que Stálin respondeu: “Jamais trocaria um marechal de campo por um tenente (seu filho)”. Vasili, seu filho mais novo, se tornou alcóolotra.

Posteriormente, Stálin se tornou paranoico com a ideologia sionista (que defendia a existência de um Estado autonômo judaico) e assim ele começou a perseguir os judeus, no final de seu governo a maioria dos prisioneiros dos gulags eram hebreus.

Em 1953, Stálin morreu e a população chorava copiosamente. Até hoje muita gente, que viveu nesse período ainda acredita que ele é um excelente líder e o considera pai da Rússia.

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

População se desespera com a morte de Stálin.

O documentário é muito interessante pelas imagens e informações fornecidas. Porém, ele é um pouco imcompleto, algumas coisas na resenha foram acrescentadas por mim, com base em biografias do Stálin lidas anteriormente.

Primeira Parada da Vitória em 1945 (aos 10:28 é o depósito dos estandartes nazistas aos pés do Lênin).

 

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha doc.: Josef Stálin: O tirano vermelho – TV France International

    • É verdade, o Ocidente também foi influenciado por uma propaganda muito bem feita. E o acesso à documentação do período só há pouco tempo ficou disponível aos historiadores. Então, muita coisa ainda está por ser descoberta! Bjs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s