Resenha filme: Os meninos que enganavam nazistas – Christian Duguay

Os meninos que enganavam nazistas narra a tragédia que foi o  Holocausto, de uma perspectiva diferente da que estamos acostumados a ver em filmes com essa temática.

O roteiro é baseado em fatos reais, tendo como inspiração o livro autobiográfico de Joseph Joffo, chamado Un Sac de Billes.

A narrativa é feita do ponto de vista de Joseph adulto, revisitando o seu passado e tomando contato com suas memórias, porém o narrador é ele criança.

Eu não li o livro, mas tomando por base o filme, creio que Joseph conservou em sua mente os sentimentos bons, que surgiram diante de uma catástrofe como foi o Holocausto.

A história começa em 1942, quando o conflito da Segunda Guerra Mundial tinha mais de dois anos.

A França está ocupada pelos nazistas. No início somente os estabelecimentos comerciais eram identificados como pertencentes a judeus, posteriormente, todos tiveram que andar com a Estrela de Davi.

Roman Rolfo e Ana são pais de 4 meninos os mais novos são os protagonistas da história: Maurice e Joseph.

Logo no início vemos os meninos escondendo de dois nazistas a identificação da barberia de seu pai, como pertencente a judeu.

Resultado de imagem para os meninos que enganavam nazistas

Cena com ambientação excelente!

Os alemães entram e pedem para que Roman corte seus cabelos. Durante a conversa os nazistas fazem um comentário antissemita, em que o pai de Joseph, responde: “Aqui somos todos judeus.” Um ato de muita bravura se levarmos em conta o contexto.

Determinadas cenas são bem difícieis de acreditar, que elas aconteceram ipsis literis como Joseph descreveu.

Nossa memória pode apagar fatos desagradáveis e preencher lacunas com coisas interessantes e bonitas.

Imagem relacionada

Roman prepara muito bem os filhos para que eles sobrevivam. A atuação dos atores é excelente!

Os pais acreditaram que a família tinha mais chances de sobreviver se eles se separassem.

Maurice e Joseph seguiram para o litoral francês por trem onde foram salvos por um padre.

Resultado de imagem para os meninos que enganavam nazistas

Momentos de muita tensão, quando um nazista desconfia da identidade dos meninos. 

Posteriormente, pegaram carona com um desconhecido, e atravessaram uma floresta para chegar em um território neutro com um passador honesto.

Resultado de imagem para os meninos que enganavam nazistas

A fotografia e ambientação são muito bem feitas. 

Depois foram parar em uma espécie de orfanato, onde conheceram um menino argelino, que não poderia voltar para seu país até o final da guerra. Dessa forma, resolveram contar a mesma história do amigo.

Em outro momento, eles foram capturados por nazistas e contaram, que eram argelinos.

Assim, foram salvos por um médico judeu e posteriormente, por outro padre.

Quando Joseph chega em um vilarejo, ele arruma emprego na livraria de Amboise Mancelier, um francês nazista e antissemita convicto, que não sabia que o menino era judeu.

Os irmãos contaram com uma sorte inacreditável. Eles estavam completamente a deriva, mas conseguiram sobreviver (não é spoiler visto que Joseph é autor do livro), muito pela inteligência e preparo dado por Roman e em parte pela bondade alheia, difícil ver em tempos de guerra, mas que sem dúvida existiu.

Como disse anteriormente, não sabemos como as coisas realmente aconteceram na vida de Joseph e Maurice. Não temos como conhecer todos os percalços terríveis, que eles podem ter passado.

Porém, um sentimento que Joseph e Duguay quiseram nos passar e que fica conosco até o final da obra é o valor da amizade e a oportunidade  de mostrarmos o nosso melhor, mesmo quando a adversidade entra em nossas vidas.

Em relação a parte técnica a fotografia e a ambientação são excelentes, os atores ótimos e as músicas contribuem para deixarem o filme muito emocionante.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Resenha filme: Os meninos que enganavam nazistas – Christian Duguay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s