Resenha filme: Círculo de Fogo – Jean-Jacques Annaud

O filme inicia-sem em 20 de setembro de 1942, em Stalingrado, onde ocorreu a batalha que definiu o rumo da Segunda Guerra Mundial.

Stalingrado
Reconstituição de Stalingrado destruída. 
Resultado de imagem para Foto da Batalha de Stalingrado
Soldados soviéticos avançando em Stalingrado. Imagem real. 

A obra narra a construção do herói soviético Vasili Zaitsev, pela propaganda stalinista. Ele era um soldado da Infantaria, acabou se tornando um atirador de elite e uma referência para os outros combatentes.

A história é real, no entanto, o filme apresenta algumas licenças, como por exemplo, o caso amoroso, que ele tem com uma jovem chamada Tânia.

 A personagem de Tânia se justifica, pois sendo judia teve sua família assassinada pelos nazistas. Os judeus nas cidades ocupadas eram fuzilados e enterrados em valas comuns.

Tania

Ela também representa a presença de mulheres no Exército Vermelho, que pegavam em armas e lutavam lado a lado com os homens.

69197416_ph5.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx-600x400
Uma história amor surge entre Vasili e Tânia e Danilov também se apaixona pela moça.

No início vemos a recriação muito bem feita da batalha. O barco transportando soldados no rio Volga, enquanto eram bombardeados e um oficial político lia frases patrióticas, que incintavam  vingança.

32105_f5
Mesmo com os bombardeios os oficiais políticos continuavam lendo mensagens patrióticas.

Também vemos a morte de soldados soviéticos, que tentavam fugir. Havia uma ordem de Stálin para matar qualquer um que recuasse, ou tentasse fuga.

Não havia rifles para todo mundo, na fila um recebia arma e outros dois soldados munições. Eles tinham que esperar a morte do primeiro para poder pegar o fuzil.

Os alto-falantes ficavam o tempo inteiro com mensagens, tanto dos alemães para os soviéticos e vice-versa: “Rendam-se russos.

Reconstituição do desembarque
Reconstituição do desembarque das tropas soviéticas no Volga. 

Os camaradas alemães entendem seu sofrimento, eles te tratarão melhor do que seus oficiais.” E também do lado soviético (o filme não mostra): “Tic-tac, tic-tac, a cada um segundo morre um soldado alemão.”

Vasili se torna heroi
Danilov tem a ideia de transformar Vasili em um herói soviético. 

O oficial político Danilov vê a façanha e sugere a Nikita Krushchev a criação de heróis, que dêem esperanças para o povo.

Dessa forma, Vasili se vê transformado em um herói da noite para o dia.

Jude Law
O governo de Stálin aproveitou-se muito bem da criação de heróis.

Cada nazista que ele mata é divulgado em um jornal. As histórias tomam proporções assustadoras, a ponto do Exército Alemão enviar seu melhor atirador de elite, o major Konig para matar Vasili.

Não sabemos o nome real do oficial, que veio assassinar o atirador de elite soviético, porém sabemos que veio uma pessoa da Alemanha com essa missão.

Closes
Jean-Jacques optou por diversos closes nos atores, causando mais emoção. Major Konig (Ed Harris) veio diretamente da Alemanha para matar Vasili.

Para aumentar o moral do atirador, Danilov promove um encontro com a imprensa soviética, em que um café da tarde é oferecido para o herói. Começa uma guerra pessoal entre Vasili Zaitsef e o Major Konig, sendo muito bem aproveitada pela propaganda soviética.

Zaitsev era um camponês dos Urais, caçador de lobos, lutando contra um nobre rico da Bavária. Rapidamente, esse embate foi transformado no símbolo da luta de classes.

O filme mostra a luta em Stalingrado, que acontecia de rua em rua. Por exemplo, a cena da batalha na loja de departamentos é bem característica do conflito em solo russo.

Jean-Jacques  explorou muito bem a história e demonstrou como foi terrível e sangrenta a Segunda Guerra Mundial.

Crianças de Stalingrado
O monumento foi recriado no filme. 
Possivelmente, Jean-Jacques baseou-se nessa foto feita pelos soviéticos, mostrando a cidade destruída ao fundo.

A caracterização das personagens foi perfeita, tanto os uniformes, quanto a recriação do ambiente foiram excelentes.

A música dá sempre a sensação de suspense e apreensão. Não há nada definido na narrativa, tudo pode acontecer.

A humanização das pessoas, tanto soviéticos, quanto nazistas foi excelente.

Além disso, a obra mostrou que a guerra se  deu sobretudo  no campo simbólico, a batalha era também pelas mentes.

Anúncios

3 comentários

  1. Mais um filme para a lista. Estou com um livro sobre a Segunda Guerra aqui para ler, e me parece ser bem interessante. É de um autor russo, Vasily Grossman. O livro se chama ‘Vida e destino’. É bem grande, vou lê-lo nas férias. Mas fica a dica, para você que gosta desse assunto.
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s