Resenha filme: O Sacrifício – Peter A. Dowling

Sacrifício é um thriller americano, que narra um suspense, envolvendo uma médica inglesa chamada Tora.

O filme começa com a protagonista, socorrendo uma mulher, que estava sofrendo um aborto, enquanto ela própria passava por um, e não era o primeiro.

Com muita tristeza ela e seu marido Duncan resolvem mudar-se para a terra natal dele, em Shetland na Escócia. Nessa ilha a adoção de uma criança é considerada mais fácil.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, atividades ao ar livre e natureza

Tora com seu marido em Shetland na Escócia.

Nesse local, Tora arruma um emprego em um hospital, que é praticamente bancado por seu sogro. Também visita uma maternidade, destinada à mães, que optam colocar seus filhos à adoção.

Tudo vai muito bem, até que um cavalo da propriedade da médica morre,  com uma escvadeira ela faz um buraco para enterrá-lo e surpreendentemente encontra um cadáver de uma jovem.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e atividades ao ar livre

Tora encontra o corpo de uma mulher em sua propriedade.

No necrotério o médico descobre, que a moça encontrada teve seu coração arrancado e na sua pele havia marcas de símbolos.

A polícia e uma detetive, importante  personagem coadjuvante chamada Dana, começaram a trabalhar com a hipótese de que o cadáver fosse de uma mulher que viveu há 2000 anos, pois no local é recorrente encontrarem corpos antigos, em pouco estado de decomposição.

Também, rituais com sacrifícios humanos destinados a deuses pagãos eram comuns em todas as culturas antigas.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Tora descobre inscrições antigas em sua casa.

No entanto, Tora percebeu ao analisar o útero da mulher, que ela havia dado à luz recentemente.

A teoria de que o corpo estava em sua propriedade há mais de 2000 anos era inverossímel.

Tora começou a questionar tanto a polícia, como seus sogros e marido. Todos, com exceção de Dana, acreditavam que a médica estava louca.

A imagem pode conter: fogo, noite e atividades ao ar livre

Coisas terríveis começam a acontecer.

Dessa forma, a história começa a evoluir com desfechos supreendentes, que me fizeram ficar muito interessada do início ao fim.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

Em uma festa Tora conhece a elite local, que se apresenta um tanto estranha.

A filmagem foi feita de maneira tradicional, com alguns cortes rápidos, que caracterizam thriller. A fotografia é muito bonita, assim como a composição de cores trabalhadas.

Deixarei com vocês, senão correrei o risco de dar spoillers.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s