Resenha série: The Sinner – Derek Simonds

The Sinner é uma série baseada no romance homônimo da autora alemã Petra Hammerfahr.

A narrativa é sobre uma jovem mãe chamada Cora Tannetti (Jessica Biel), esposa de Mason Tannetti (Christopher Abbott), que em um dia tranquilo na praia comete um assassinato sem nenhum motivo.

Ela está descascando uma pera para seu filho, quando vê um casal namorando, eles colocam uma música no celular, e Cora levanta-se e mata o rapaz com a faca, que estava usando para descascar a fruta.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, shorts e atividades ao ar livre

Cena de Cora Tannetti na praia com a família. 

Foram 7 facadas brutais, o rapaz morreu alguns segundos depois. Ninguém entendeu o motivo desse ato, nem mesmo Cora.

O detetive – Ambrose que assume o caso não acredita que um crime desses poderia ser cometido sem motivo, para ele há uma explicação e ela está perdida em algum trauma do passado de Cora.

Ambrose também tem algum trauma no passado, que não fica claro. Quando questionado do porquê da ajuda à moça, ele diz: “Eu também já me senti preso numa lama.”

A moça segue por muitos episódios sem lembrar-se de nada e sem entender o porquê de ter matado o rapaz.

Até que Ambrose tem a ideia de fazer hipnose regressiva para recuperar a mente de Cora.

A imagem pode conter: planta e área interna

Esse papel de parede aparecerá em várias lembranças de Cora, sendo explicado no final. 

As imagens que aparecem na regressão ajudam, porém ainda é muito pouco para compreendermos o que de fato aconteceu.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e noite

As imagens que aparecem na regressão são perturbadoras, mas pouco explicam o que aconteceu com Cora. 

Com alguns flashbacks compreendemos a infância de Cora, que é muito importante para entendermos a mente da personagem.

Filha de uma mulher fanática católica, a jovem foi criada em uma extrema rigidez, com uma série de explicações místicas para tudo.

Ela tem uma irmã mais nova chamada Phoebe, que é doente e passa a infância numa cama. Sua mãe acredita, que Deus irá libertar a filha mais nova, mediante o esforço da família.

A coisa chega em um ponto, que a mãe proíbe Cora de comer um chocolate, pois Deus poderia castigá-la, matando Phoebe.

A imagem pode conter: 2 pessoas, texto

Cora leva uma infância difícil com uma extrema repressão. As cenas do passado de Cora são sempre escuras e sóbrias. 

Cora aprende a conceder todos os caprichos da irmã, que a manipula o tempo inteiro. A impressão, que temos é que Phoebe quer a vida de Cora, por não ter a dela mesma.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e área interna

Phoebe utiliza sua doença para manipular Cora. 

A repressão materna é terrível, Phoebe não pode sair de casa e Cora é extremamente tutelada.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e área interna

As meninas desenvolvem uma relação doente com a religiosidade. 

Dentro desse contexto, Cora se tornou uma  adulta, que pouco sabia se virar socialmente, fazendo com que caísse em um relacionamento abusivo com um traficante de heroína.

No desenrolar dessa história muitos mistérias vão sendo aos poucos desvendadas.

Para quem gosta de séries ou filmes policiais e com um viés psicológico, possivelmente irá curtir essa série, pois ela realmente te prende. No entanto, no final as explicações foram rápidas demais.

Eu deixarei o restante com vocês!

 

 

Anúncios

6 comentários sobre “Resenha série: The Sinner – Derek Simonds

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s