Resenha livro: Los Santos Inocentes – Miguel Delibes

Los Santos Inocentes conta a história da família do personagem Paco, el Bajo, camponeses paupérrimos que vivem em um latifúndio na região de Estremadura, na Espanha, no período da ditadura franquista, pós-guerra civil.

Liuba Los Santos Inocentes

Paco, el Bajo, é casado com Régula e tem 3 filhos: Las Nieves, um menino chamado Quirce e uma menina deficiente mental, chamada La Niña Chica, uma criança que não conseguia ficar em pé, comer sozinha e falar, somente dar alguns gritos esporádicos.

O cunhado de Paco, el Bajo, é Azárias o personagem principal da obra. Também, deficiente mental trabalha em um latifúndio em Andaluzia. O dono das terras o manda embora, pois Azarías tem o costume de urinar nas mãos, para que elas não gretassem com o frio, além de defecar em qualquer lugar.

Sem ter para onde ir, Azarías vai morar com sua irmã – Régula em Estremadura.

Los santos inocentes - Azarías
Cena do filme Los Santos Inocentes de Mario Camus.

O protagonista tem uma verdadeira devoção por pássaros, ao passo que adota uma águia, que ele cuida como se fosse um pet, dando-lhe comida em seu bico. Ele a chama de: “Milana, bonita!” Assovia e a ave aparece para receber carinho e comida.

Os diálogos entre os personagens são poucos, eles não demonstram contrariedade e tampouco contestam. Paco, el Bajo, diz para sua filha: “Ouvir, ver e calar”. Tudo é narrado em terceira pessoa por um narrador onisciente.

Quando a família de Paco, el Bajo, chega para trabalhar no latifúndio, Dom Pedro solicita que Las Nieves comece a servir em sua casa. Paco, el Bajo, e Régula sonham em dar estudo para Las Nieves e Quirce, porém, com a solicitação de Dom Pedro, o desejo vai por água abaixo.

Nesse diálogo, não vemos em nenhum momento uma proposta salarial, por parte de Dom Pedro, ou seja, a família trabalha em troca de comida e moradia.

A resposta que o casal dá ao patrão é sempre a mesma: “Sim, senhor, para isso aqui estamos. ” Nada é contestado ou negociado, eles simplesmente abaixam a cabeça para tudo.

Los Santos inocentes - cena da família
Cena do filme Los Santos Inocentes mostra a família de Paco, el Bajo.

O filho de Dom Pedro é o senhorito Ivan, é costume de o local chamar de senhorito o filho do patrão, traduzindo para o português seria senhorzinho Ivan. Um rapaz mimado que trata os empregados com total desprezo.

Mirian, filha de Dom Pedro, é completamente alienada da situação miserável que vive os empregados.

Um dia passeando com sua mãe, Azarias a arrasta para mostrar-lhe a Milana, bonita. Quando a moça entra na casa, se assusta com a extrema pobreza do local e ainda, La Niña Chica começa a gritar de maneira assustadora.

Los santos inocentes - Azarías e Mirian
Cena de Los Santos Inocentes. Azarías mostra à Mirian a Milana, bonita.

Com o início da temporada de caça às pombas, senhorito Ivan pede para que Paco, el Bajo, seja seu secretário, cuja função era recolher os pombos mortos.

“Y el señorito Iván cada vez más harto, de peor humor:

-No puedes moverte un poquito más rápido, Paco? Si no te das prisa, te van a robar los pantalones.”

Em um dia, Paco, el Bajo, cai e machuca a perna. Mesmo assim, Ivan continua insistindo para que ele continue sendo seu secretário. O rapaz leva o empregado ao médico, que engessa a perna e receita repouso.

Senhorito Ivan continua insistindo para que Paco, el Bajo, trabalhe como seu secretário, pouco importando com a saúde do empregado. A partir daqui a narrativa terá seus desdobramentos, não posso contar, pois será spoiler.

O autor escreveu a obra em 1981, como denúncia das péssimas condições de vida da população rural espanhola.

Los Santos Inocentes é o nome dos meninos assassinados a mando do rei Herodes, que esperava matar Jesus entre eles.

Miguel Delibes dá esse nome à sua obra, comparando os personagens, que são pessoas sem livre-arbítrio, portanto, sem pecados como as crianças assassinadas por Herodes.

A família de Paco, El Bajo, carece de tudo: Não possuem nenhuma propriedade e não tem autonomia nem para decidir se os filhos estudam ou trabalham. 

Essas pessoas são consideradas como propriedades de Dom Pedro, a quem acreditam dever a vida. No campo das ideias, essa mentalidade de devoção ao senhor foi responsável pela perpetuação da ditadura franquista, pois, esses trabalhadores não contestavam nenhuma figura de autoridade, seja o patrão, ou a Igreja.

O personagem do senhorito Ivan representa a mentalidade tacanha da elite rural espanhola, que apoiou Francisco Franco e tratavam os empregados como servos.

Fica a dica para vocês de uma obra excelente, que trata do ambiente rural espanhol e das condições dos trabalhadores. Obra importante para refletirmos a respeito da liberdade de escolha, que as pessoas possuem em determinadas situações, além, das relações de poder no ambiente de trabalho atual. 

Miguel Delibes

Miguel Delibes  nasceu em Valladolid na Espanha em 1920 e faleceu na mesma cidade em 2010. Foi escritor, jornalista e membro da Real Academia Espanhola desde 1975, até sua morte.

Suas obras giram em torno dos desvalidos da sociedade, como em: El Camino (1950), La hoja roja (1959), Las ratas (1962), Mi idolatrado hijo Sisí (1953) e Cinco Horas con Mario (1966).

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s