Resenha filme: Pecados antigos, longas sombras – Alberto Rodríguez

Andaluzia, Espanha, 1980, em uma cidade pequena chamada Marisma do Guadalquivir, duas irmãs adolescentes desaparecem em uma festa: Estrella de 17 anos e Carmen de 16 anos.

Foram vistas pela última vez entrando em um carro, elas estavam sorrindo e pareciam conhecer o motorista.

Estrella e Carmen
Estrella e Carmen estão desaparecidas.

Para resolver o caso, dois policiais madrilenos são chamados: Pedro o mais novo e Juan um policial da “velha guarda”.

Pedro despreza profundamente Juan, pois sabe que ele trabalhou para a polícia política de Franco, um departamento, cuja função seria mais ou menos como o DOI-CODI na Ditadura Civil-Militar brasileira.

La isla minima 2.png

Conforme mostra o filme, para o franquismo o maior problema social era os grevistas e as passeatas, pedindo melhores salários, no entanto, o tráfico de drogas corria solto. 

A cidade, apesar de ter um potencial hídrico imenso, como podemos ver nas tomadas no início, é um local pobre.

riqueza hídrica
Imagem mostrada no início enfatiza a riqueza hídrica do local.

As imagens da riqueza hídrica contrastam com a cena com o chão rachado mostrada, posteriormente.

laislaminima chão rachado
Nessa imagem vemos o chão seco e rachado, contrastando com a riqueza hídrica do local.

A fotografia do filme nos ajuda a compreender o thriller. Apesar do potencial, a mentalidade das pessoas é tão seca e atrasada, quanto o solo, pois, ainda vivem à sombra do regime franquista, cuja queda fora recente.

La isla mínina
Quando os policiais chegam em um determinado lugar, vemos essa cruz com a foto de Franco, Hitler e outros políticos.

Quando os dois policiais chegam ao povoado, eles tomam informações com a polícia local, que define Estrella e Carmen como meninas “fáceis”.

Na cena seguinte, Pedro e Juan vão até à casa dos pais das jovens desaparecidas. A mãe demonstra muita submissão ao marido, pois, mal consegue levantar o olhar para os policiais.

O pai é arrogante e parece esconder alguma coisa, porque, a casa em que vivem é paupérrima, contrastando com o carro da família, um modelo novo para a época.

Mãe das meninas desaparecidas.png
O olhar da mãe das meninas desaparecidas diz muita coisa.

Esses dados nos ajudam a compreender as dificuldades, que os policiais enfrentarão para poderem solucionar o caso.

Conforme a trama vai avançando vamos tomando contato com uma rede de criminosos e o silêncio da população local.

Pecados antigos, longas sombras, em espanhol o título é La Isla Míninima, é um thriler espanhol de 2014.

Para quem gosta de suspense indico este longa-metragem. Além do mistério e da ação, a obra tem muita crítica social. Eu não posso escrever mais que isso, sem correr o risco de dar spoillers. 

Se você assistiu deixa nos comentários suas impressões!

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s