Resenha filme: O vazio de domingo – Ramón Salazar

O Vazio do Domingo é um filme sensível, bonito e dramático, que nos traz algumas reflexões.

Para quem está acostumado com os enredos dos longas-metragens norte-americanos, em que no final é quase óbvio e otimista (com algumas exceções) vai estranhar muito essa narrativa espanhola.

O vazio do domingo - fotografia

Chiara é a protagonista, uma mulher de 41 anos, que foi abandonada pela mãe aos 8 anos.

Depois de 30 anos, a personagem procura sua mãe – Annabel, que se tornou uma mulher riquíssima, após casar-se com um milionário. Até aquele momento, ninguém sabia da existência de Chiara.

O vazio do domingo.png

Nessa cena conhecemos Annabel (Susi Sánchez), uma mulher altiva, que tropeça em seu salto altíssimo, evidenciando uma desconexão com o lugar em que ocupa.

A protagonista infiltra-se em uma equipe de garçons, contratados para servirem em um jantar de gala, oferecido pelo marido de Annabel.

No final do evento, Chiara marca um encontro com a mãe em outro dia, em um hotel e lá faz a sua proposta.

La enfermedad del domingo 1

Chiara se infiltra como garçonete na mansão de Annabel.

 A única coisa que ela quer é que Annabel passe 15 dias com ela. A personagem não deseja dinheiro ou ser reconhecida como filha, mas, simplesmente a companhia da genitora pelo tempo determinado, nem mais um dia.

Não fica claro o que a protagonista deseja de sua mãe, parece uma vingança, no entanto, nada fica nítido, nós só entenderemos no final, em que o desfecho não é óbvio.

O vazio do domingo 1.png

Bárbara Lennie como Chiara.

Eu não sou especialista em cinema, mas pelo pouco que conheço, é difícil vermos um filme tão bem feito. A fotografia é impecável, os cortes são perfeitos, a atuação dos atores é sensacional, todos muito bem colocados no papel. 

O vazio do domingo - pato machucado.

Chiara passa um bom tempo olhando esse patinho machucado, no final faz sentido.

A música não ajuda a contar a história, mas somente dá um tom sensível à cena. Esse ponto foi feito propositadamente, pois o objetivo é que a narrativa feche somente no final. Não tem como sabermos antes disso.

Fica a dica para vocês de um filme excelente!!

https://www.instagram.com/oroscojuliane/

 

Anúncios

8 comentários sobre “Resenha filme: O vazio de domingo – Ramón Salazar

  1. Um dos piores filmes que já vi, não entendi o motivo desse filme,e nem o que a moça falou no ouvido da suposta mãe, pior que no final mata a moça, perderam a noção de fazer um bom filme

    Curtido por 1 pessoa

    • Ela fala no ouvido da mãe, aquilo que a mãe faz no final. O pai jamais poderia fazer, mas a mãe era uma pessoa totalmente prática e desprovida de sentimentos, visto que abandonou a filha para ter uma vida melhor, era a pessoa indicada para cumprir o desejo da filha.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Pra mim o filme foi ótimo apesar de triste, ele relata bem os traumas emocionais
    e frustrações sofridoss pelo abandono principalmente das mães que são tudo na vida dos filhos. Amei.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s