Resenha filme: Bad Day for the Cut – Chris Baugh

Bad Day for the Cut é um thriller irlandês, que foge um pouco do comum, tanto pela narrativa, quanto pelos personagens.

Donal é um fazendeiro de meia idade, do norte da Irlanda, que vive com a mãe, nunca se casou ou teve filhos.

bad day.png
As cenas em ambiente interno são claustrofóbicas. 

Florence sua mãe é uma idosa pacata, baixinha e magrinha, características que condizem com sua personalidade tranquila. 

Um dia sem nenhum motivo aparente, a senhora é assassinada em sua casa. Não houve assalto.

Ninguém consegue explicar, porque alguém mataria Florence de forma tão cruel.

bad day 4

Donal é um personagem que sua aparência não expressa sua capacidade vingativa. Ele decide não deixará barato e sai caçando quem assassinou sua mãe e por qual motivo.

Durante a trama, o protagonista encontrará um imigrante polonês e um prostíbulo que raptava moças para prostituí-las na Irlanda e muitas outras questões.

O filme trabalha bastante com a vingança e a culpa, fazendo-nos questionar tudo o tempo inteiro.

bad day 2
A maioria das cenas são escuras e com cores frias, dialogando com o sentimento de ódio e vingança presentes na narrativa. 

A narrativa é cheia de plots, que nos deixam sempre atentos sobre o desenrolar da trama.

Não posso escrever mais sobre isso, sem correr o risco de dar spoillers. Para quem gosta de thrillers, Bad Day for the Cut é uma ótima dica!

Anúncios

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s