Resenha filme: Operação Final – Chris Weitz

Maio de 1960, mês de comemoração da Independência argentina. Uma informação chega ao escritório do Mossad (Serviço Secreto do Estado de Israel), Adolf Eichmann estava vivo, levando a vida tranquilamente nos arredores de Buenos Aires.

bar-am_micha_235_2002_455732_displaysize

Otto Adolf Eichmann foi tenente-coronel da SS, responsável por toda a logística de transporte dos judeus de praticamente toda Europa, para vários campos de concentração.

Vários espiões haviam alertado, que Eichmann vivia na Argentina, porém, ninguém sabia que nome estava usando e onde morava.

No entanto, algo muito inusitado aconteceu. O filho mais velho do nazista começou a namorar uma moça, filha de alemães. Ela não sabia que era judia, pois seus pais a criaram como católica, nunca revelando sua origem.

Operação final
Filho de Eichmann acaba soltando que vive que um tio chamado Ricardo Klement. 

Em uma conversa com o pai da jovem, o rapaz revela que é filho de Eichmann, que seu pai estava morto, então ele emigrou rumo à Argentina, para morar com o tio Ricardo Klement.

Assim ficou fácil descobrirem a nova identidade de Eichmann e tudo sobre sua vida: endereço, trabalho e hábitos, era óbvio que Ricardo Klement era Otto Adolf Eichmann.

Dessa forma, toda uma operação foi montada para capturar o nazista e leva-lo para Israel para ser julgado. O julgamento seria usado para fins políticos, uma maneira de mostrar que Israel faria justiça a todos seus algozes.

Operação Final 6
As cenas normalmente são escuras em um ambiente fechado. 

Os agentes do Mossad ficaram infiltrados na comissão israelense para a comemoração da Independência argentina e deveriam sequestrar o nazista, mantê-lo em cativeiro para leva-lo até o estado israelense.

 

A maneira como as coisas se desenrolam e os vários percalços; mostra como foi a complexidade e a dificuldade em concretizar a missão.

O protagonista do filme é Peter Malkin ficou 35 dias com Eichmann. Quando voltou a Israel escreveu mais de 3000 páginas sobre os dias que passavam com o capturado.

A personalidade de Peter, calma e assertiva, será essencial para a missão.

operation-finale-e1528204963215-696x328
Oscar Isaac como Peter Malkin. 

Com uma estrutura bem montada, mas ao mesmo tempo um pouco ingênua, como por exemplo, a realização de pagamentos do aluguel e das despesas do grupo em dólares, o Mossad consegue capturar Eichmann.

Operação Final 5
Com a descoberta de Eichmann uma estrutura foi montada para captura-lo. 

As informações de uma pessoa para outra eram passadas em restaurantes, por meio de potes de açúcar e bules de café.

Dentro da casa, Eichmann capturado começa a conviver com os agentes do Mossad.

O filme mostra os conflitos gerados por essa convivência. Dentro da equipe israelense tinha pessoas, que queriam mata-lo, outros tinham asco não gostavam de chegar perto e Peter conseguiu humanizar Eichmann.

Operação final 8
Krishna Pandit Bhanji brilhante interpretação como Eichmann. 

A representação do nazista feita no filme é muito próxima da descrita por Hannah Arendt em “Eichmann em Jerusalém”.

Eichmann, de acordo com a filósofa, era um ser humano medíocre, de dentes tortos e inteligência mediana.

No entanto, a narrativa de “Operação Final” mostra-o como uma pessoa narcisista e sedutora. Muitas vezes, ele demonstrou tanta simpatia, que nós expectadores esquecemos de que se tratava do arquiteto da Solução Final.

operacao-final-netflix
Eichmann vestido de pijama demonstra uma fragilidade, nos levando a humanizar o nazista. 

Outro ponto muito interessante foram as cenas no início mostrando a atuação do Partido Nazista na Argentina e a proposta dele de perseguição aos judeus também no país latino-americano. Os nazistas contavam inclusive com uma milícia.

Operação final 3.png

A polícia argentina não hesita em bater nos cidadãos, sendo extremamente violenta e utilizando-se de tortura, fato que não passa batido na narrativa.

Me siga no instagram! https://www.instagram.com/oroscojuliane/

Anúncios

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s