Resenha livro: Questão de Honra – Yuri Belov

(contém promoção paga)

“O mundo está em guerra. Não uma guerra de religiões. Há uma guerra de interesses. Há uma guerra por dinheiro. Há uma guerra por recursos naturais. Há uma guerra pela dominação dos povos”. Papa Francisco.

O livro começa com um pronunciamento do Papa Francisco, um testemunho dos nossos tempos difíceis, de guerra e flagelos, em que grandes corporações controlam governos, destroem o meio ambiente e dizimam povos que ficam em seus caminhos; essa é a tônica do livro.

O protagonista é Tristan Drake, um ex-oficial das forças especiais britânicas que também atuou no MI-6 (Serviço de Inteligência do Exército Britânico) nos tempos da Guerra Fria, hoje ele ocupa a posição de diretor de operações de arqueologia marinha instalada na ilha de Malta.

A forma como a obra foi escrita é bem dinâmica, o narrador é onisciente e desde o início te prende a atenção, com a descrição de um navio de exploração submarina chamado Simbad Explorer, navegando no Mediterrâneo, nas proximidades do litoral da Líbia; Drake está no comando dessa operação.

45042910_2389062167774939_5577264141959168000_n

De forma inesperada, a embarcação começa a ser atacada, a princípio não temos a menor ideia do que está acontecendo, o protagonista consegue sobreviver e é socorrido por um Sheik.

Durante uma longa conversa, ficamos sabendo do porquê de tanta prestatividade. O filho do Sheik, chamado Khaled encontra-se nas mãos de terroristas, possivelmente Al-Qaeda.

Sabendo que Drake tem uma vasta experiência, o Sheik vê no protagonista uma oportunidade de conseguir salvar Khaled.

Nesse ínterim, conhecemos Ameerah, a linda filha do Sheik, que negociará com o nosso personagem.

Com essa missão, Drake se vê em situações inusitadas, passando por diversos lugares como: Paquistão, África do Sul, Turquia, Londres, Itália e Sudão.

A parte que eu mais gostei foi o capítulo em que Drake vai parar nas minas de coltan (uma mistura de dois minerais: columbita e tantalita, que serve na fabricação de celulares), na República Democrática do Congo.

coltan
Mina de coltan na República Democrática do Congo.

“Era em Nord-Kivu, na região leste de RDC, que se concentrava a maior exploração de coltan da África. A cidade era palco de um violento conflito envolvendo milícias locais e o governo. A matéria prima utilizada em telefones celulares, armas sofisticadas e diversas outras aplicações em eletrônica – e considerada, tal sob condições precárias e levadas para ser processada numa grande indústria em Ruanda, que se transformara num grande exportador de coltan sem ter nenhuma grama do minério em seu solo.”

Nessa parte, o narrador nos detalha as atrocidades cometidas por empresários psicopatas, personificado aqui no personagem Haydenbergen, um grande banqueiro e empresário que se envolve em negócios escusos e até tráfico de pessoas, objetivando lucro a qualquer custo.

Drake continua a procura de Khaled e vamos tomando contato com diversos tipos de pessoas, espiãs da ex-URSS, matadores de aluguel, bilionários, mulheres em relacionamentos abusivos, pessoas sequestradas, todos os personagens de diversas nacionalidades.

A partir daqui deixo com vocês, para não incorrer em spoilers!

Yuri Belov é um escritor brasileiro, engenheiro e gerente de projetos. Trabalhou em diversos lugares no Brasil e no exterior, como África e América Latina. É estudioso de História militar e medieval e apreciador de mitologia. Também escreveu “Odalisca”, lançado pelo Grupo Novo Século.

Me sigam no instagram! https://www.instagram.com/oroscojuliane/

Para adquirir o livro:

Anúncios

4 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s