Resumão: A Primeira Guerra Mundial.

No início do século XX, as rivalidades econômicas agravaram a tensão na Europa. Na Era dos Impérios, no século XIX a economia e a política haviam se fundido.

Nesse período, a Alemanha emergiu como uma grande potência, após a sua unificação em 1871, o país passou a investir pesadamente na indústria, além de construir uma forte marinha mercante e fortalecer o exército e a aeronáutica, seu objetivo era fazer frente à Inglaterra, maior economia da época.

Nesse período, as rivalidades europeias estavam acirradas, pois os alemães e os italianos por serem um dos últimos países a se unificarem acabaram ficando para trás na disputa por colônias na África e na Ásia. Além disso, a França perdeu na guerra franco-prussiana (1870-1871), a região da Alsácia e Lorena, rica em carvão mineral.

partilha-da-africa mapa
Colônias europeias na África.

Os franceses também almejavam o posto inglês e alemão, pois ainda era um país predominantemente agrário.

Sob domínio do Império Austro-húngaro estavam várias minorias que queriam independência: eslovacos, tchecos, bósnios, sérvios, croatas e romenos.

Além da competição econômica vigorava na Europa um forte sentimento nacionalista, que exaltava as qualidades e supostas superioridades dos Estados-nação. Os ingleses acreditavam em sua suposta capacidade civilizatória e os alemães queriam uma Grande Alemanha, apoiados no ideal do pangermanismo, que defendia a anexação dos povos de origem germânica como os holandeses, dinamarqueses, austríacos, etc.

Fernando, Francisco_ Sarajevo_1914
Francisco Ferdinando em Sarajevo em 1914, quando foi assassinado por um nacionalista sérvio.

Em 1879, Bismarck firmou um pacto com a Alemanha contra quaisquer agressões, ao que a Itália aderiu posteriormente em 1882, foi dessa maneira que o Império Alemão, o Império Austro-Húngaro e a Itália formaram a Tríplice Aliança.

Na mesma esfera ideológica tínhamos o pan-eslavismo, que compreendia a junção de todos os povos de origem eslava, sob um só comando: russos, ucranianos, poloneses, sérvios, eslovacos e tchecos, esse era o objetivo do Império Russo.

Em 1914, contrariando o nacionalismo eslavo, Francisco Ferdinando, imperador do Império Austro-Húngaro pretendia transformar a monarquia dual para tríplice, concedendo cidadania para as populações eslavas, impedindo que os sérvios constituíssem um Estado-nação.

Como é de conhecimento, o referido monarca acabou sendo assassinado por um nacionalista sérvio. A Áustria exigiu que fosse feita por ela uma série de investigações em território sérvio, ofendendo a soberania da Sérvia. Não sendo atendida, a Áustria declarou guerra aos sérvios.

1200px-Map_Europe_alliances_1914-en.svg

A Rússia saiu em defesa dos sérvios, a Alemanha em defesa dos austríacos e depois declarou guerra à França, aliada da Rússia. Honrando a Tríplice Entente, a Inglaterra declarou guerra aos alemães. A Itália apesar de aliada da Alemanha, entrou na guerra com a Inglaterra, acreditando na promessa de concessão das poucas colônias africanas, que pertenciam aos alemães.

Os turco-otomanos esperam que os muçulmanos se levantem contra o czar russo e declara guerra ao lado da Alemanha, foram derrotados nenhum islâmico ergueu-se para a guerra. Os turcos escolhem como bodes expiatórios a população armênia. (veja sobre o genocídio armênio: https://juorosco.blog/2018/08/29/resenha-doc-o-genocidio-armenio-100-anos-depois-nicolas-jallot/

Na Ásia, o Japão desejava se tornar uma potência, após vencer os chineses em 1895, desejou tomar as colônias asiáticas alemãs.

“Em 1914, a Primeira Guerra Mundial envolveu todas as grandes potências e na verdade todos os Estados europeus, com exceção da Espanha, os Países Baixos, os três países da Escandinávia e a Suíça. Tropas ultramar foram muitas vezes pela primeira vez, enviadas para lutar fora de suas regiões, como canadenses lutaram na França, australianos e neozelandeses forjaram a consciência nacional numa península no Egeu – Gallipoli tonou-se seu mito nacional e os Estados Unidos mandaram soldados para Europa, indianos foram mandados para o continente europeu e africanos lutaram pelos franceses. “  Eric Hobsbawn

A Alemanha estava vencendo a guerra, mas tudo estava prestes a mudar com a entrada dos Estados Unidos, em 1917. Os norte-americanos comercializavam com os franceses e britânicos, até que os alemães afundaram um navio estadunidense. Dessa forma, os Estados Unidos entram no conflito.

soldados americanos na primeira
Soldados americanos na Primeira Guerra Mundial.

Em 1917, começa uma revolução no Império Russo, o novo governo ouvindo a população retira o país da guerra.

Em 11 de novembro de 1918, o governo alemão assinou o armistício, depois de seu exército ser derrotado pelos franceses em uma ofensiva final.

Na Primeira Guerra Mundial o mundo conheceu o inferno das guerras nas trincheiras. Milhares de soldados de ambos os lados ficavam em buracos, passando fome, lotados de doenças, sendo devorados por ratos e piolhos. Para deter a Tríplice Entente, os alemães lançam gás mostarda, armas químicas e lança chamas, causando muitos danos.

Walter Benjamin discutiu o fenômeno das trincheiras na Primeira Guerra Mundial, em que os militares sobreviventes não conseguiam falar a respeito, devido aos traumas.

WWI_-_Monte_San_Michele_-_29th_June_1916_Italian_casualties_after_a_gas_attack
Italianos mortos por gás mostarda.

Com a derrota o Império Austro – Húngaro deixa de existir, de seu desmembramento surgem os países: Áustria, Hungria, Tchecoslováquia, Iugoslávia e a Polônia finalmente havia recuperado sua independência.

Os alemães foram duramente penalizados com o Tratado de Versalhes, em que várias penalidades foram impostas como a devolução da Alsácia e Lorena para a França, perda de todas as colônias, não poderiam investir nas forças armadas e ainda tiveram que pagar indenização aos vencedores.

O Império Russo cai e se inicia a revolução russa e os Estados Unidos se tornam a maior economia mundial.

Espero que esse resumo tenha te ajudado, para ajudar dá uma olhada nos documentários abaixo!

Me siga no instagram!! Veja o que estou lendo ou já li! https://www.instagram.com/oroscojuliane/

Referências: HOBSBAWN, Eric J. A Era dos Impérios: 1875-1914.

________. Era dos Extremos.

VAINFAS, Ronaldo; FARIA, Sheila de Castro; FERREIRA, Jorge; SANTOS, Georgina dos. História 3.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s