Resumão: Revolução Mexicana de 1910.

A Revolução Mexicana de 1910, merece uma atenção especial.

Entre 1876 e 1911, o presidente Porfirio Díaz (1830 – 1915) manteve uma ditadura militar no México, graças ao clientelismo e a uma série de fraudes eleitorais.

Porfirio Díaz.

A última delas foi realizada em 1910, quando Díaz se reelegeu pela derradeira vez e causou uma dissidência entre as elites políticas nacionais.

Durante seu longo governo, o México passou por um acelerado processo de modernização e crescimento econômico.

Nas terras do norte e do sul praticava-se a agricultura de exportação, mantendo-se relações de trabalho assalariadas.

Mas, nessas regiões também havia o trabalho forçado, como era o caso dos índios Yaqui em estado de semiescravidão em Yacantán.

Na parte central do México, desenvolvia-se a agricultura de subsistência, sendo o Estado de Morelos uma exceção, pois lá se cultivava a cana de açúcar para exportação.

É de se notar que a produção de alimentos básicos de consumo como o milho, diminuiu tanto a ponto de o México precisar importar dos Estados Unidos.

Pueblo indígena de Yaqui, c. 1900.

Podemos dizer que de maneira geral, sob o governo de Porfírio Diaz houve um crescimento da economia mexicana, alavancada pelas exportações.

Mas a pobreza da maior parte da população era grande e a insatisfação social era notável.

Os operários foram protagonistas de muitas greves, na primeira década do século, sendo as mais destacadas as das fábricas de tecidos em Rio Blanco, em Veracruz e nas minas de Cananea, no estado de Sonora. Ambas foram duramente reprimidas pelo governo de Porfírio Díaz.

Operários amotinados em frente à fábrica de Río Blanco, 7 de janeiro de 1907.

A situação dos camponeses era dramática, visto que eles vinham perdendo a posse das terras.

O primeiro efetivo golpe contra as comunidades campesinas veio com a Lei Lerdo de 1856, que proibia a propriedade coletiva da terra.

A desestruturação das propriedades comunais indígenas foi responsável pela expulsão dos camponeses dos seus pueblos, determinando, de um lado, a diminuição da agricultura de subsistência e, de outro, suas transformações em trabalhadores assalariados em fazendas que produziam para exportação.

Para que eles permanecessem nas fazendas, foi inventado um sistema perverso que começava com as dívidas contraídas pelos trabalhadores em mercadinhos dentro das fazendas – as chamadas “tendas de raya” – e terminava com sua obrigação de permanecer no local até pagar a dívida que era hereditária.

Na década de 1880, as chamadas leis de colonização dos “baldios” (terras devolutas do Estado) provocaram uma grande concentração de terras nas mãos de poucos.

As injustiças e arbitrariedades foram armas poderosas na conquista das terras de pequenos proprietários ou de pueblos indígenas, que se sentiram usurpados.

Augustín Casasola. Menino camponês durante a Revolução.

O campo estava cada vez mais pobre, aliado a opressão exercida pelos grandes proprietários atuaram como estopim da participação camponesa na Revolução.

Dessa maneira, a questão político-eleitoral foi somente o estopim.

Porfírio Díaz fora eleito em pleitos consecutivos desde 1884, ainda que houvesse bastante denúncias de fraudes.

No entanto, nesse momento surgiu um forte candidato na oposição, chamado Francisco I. Madero, pertencente a uma rica família de latifundiários do estado de Coahuila, no norte do México.

Franciso I. Madero.

Sua candidatura ganhou muitos adeptos, pois, como membro do Clube Central Antirreeleição, criado um ano antes, havia viajado pelo país pregando a democracia e o princípio da não reeleição.

Madero passou na prisão durante o período eleitoral, sendo acusado de “incentivo à rebelião”.

Días foi reeleito e o seu opositor após receber liberdade condicional fugiu para os Estados Unidos organizando uma resposta armada às fraudes na eleição.

Depois de várias batalhas, em 1911, Porfirio Díaz assinou sua renúncia e partiu para o exílio na Europa onde morreu 4 anos depois.

Emiliano Zapata, nascido no pueblo de Anenecuilco, no estado de Morelos, aderiu a causa de Madero, comandando o Exército Libertador do Sul e contribuiu para a vitória das forças revolucionárias.

No entanto, após Madero assumir o poder, ele determinou que os grupos que lutaram pela Revolução fossem desarmados.

Zapata se recusou a obedecer, pois sustentava que os objetivos fundamentais do movimento não tinham sido alcançados, ou seja, a questão das terras das comunidades permanecia sem resposta.

Emiliano Zapata.

Em 25 de novembro de 1911, o líder camponês proclamou o “Plano Ayala”, que considerava o governo de Madero traidor da causa camponesa.

A rebeldia dos camponeses de Morelos punha em risco o governo de Madero, que já estava abalado por outras rebeliões internas de caráter iminentemente político, como por exemplo, a de Pascoal Orozco.

Augustín Casasola. Soldadera (Mulheres que acompanhavam seus maridos ou familiares, cozinhando, cosendo, servindo como enfermeiras ou como prostitutas).

Porém, o golpe final contra Madero foi dado pelo general Victoriano Huerta, durante meses ele conspirou abertamente com o embaixador norte-americano no México, Henry Lane Wilson.

Em fevereiro de 1913, Huerta chegou ao poder pela via golpista. Francisco Madero e seu vice José María Pino Suárez foram assassinados.

Huerta representava a contrarrevolução e a volta do “porfiriato”.

Assim, Pancho Villa organizou um poderoso e ágil exército popular, conhecido como “Divisão do Norte”. Também no norte, o governador de Coahuila, Venustiano Carranza, não aceitou o governo de Huerta e organizou um exército chamado de Constitucionalista.

Pancho Villa um dos líderes da Revolução Mexicana.

Os exércitos de Zapata e Pancho Villa se uniram, deixando o Carranza de lado. Porém no desenrolar dos acontecimentos, todos os exércitos revolucionários foram derrotados.

Em 1920, Álvaro Obregón assumiu a presidência do México, pondo fim a Revolução Mexicana.

Me siga no instagram!!!

História, Literatura e cultura latino-americana: https://www.instagram.com/juliane.orozco/

Nazismo e Holocausto: https://www.instagram.com/oroscojuliane/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s