Resenha doc.: Quem matou Eloá? – Lívia Perez

Em 2008, Lindemberg Alves de 22 anos invadiu o apartamento da ex-namorada Eloá Pimentel de 15 anos, armado, ele a manteve durante 5 dias em cativeiro, posteriormente acabou assassinando a jovem e dando um tiro em Nayara amiga de Eloá. O objetivo do documentário é discutir a questão do feminicídio no Brasil, focando na tragédia…

Resenha filme: Clair Obscur – Yesim Ustaoglu

Clair Obscur é um filme turco de produção alemã. Um longa muito bom, com uma narrativa, que traz várias reflexões;  uma fotografia bonita e  atuação de atores  excelente! O mar nessa obra é uma metáfora para a força e a liberdade. A história traz duas protagonistas, a jovem Elma e a psiquiatra Dra. Sehnaz.  As…

Resenha filme: A Noiva do Diabo – Saara Cantell

A Noiva do Diabo é um filme baseado em uma história real, sobre caça às bruxas ocorrida em 1666, nas ilhas Aland, na época parte da Suécia, e hoje  Finlândia. A Suécia é um país historicamente protestante e a fim de combater feitiçarias a igreja, que era também um braço do Estado, institui juízes para investigar…

Resenha Livro: A Guerra não tem rosto de mulher – Svetlana Aleksiévitch

  Лидия Владимировна Литвяк -Lidiya Vladimirovna Litvyak – Pilota de caça soviético. Propaganda soviética. As guerras usualmente são contadas do ponto de vista da “História Oficial”, com heróis, estratégias militares, generais, etc., esquecemos daqueles que estavam nas linhas de frente, que são tão importantes quanto. Svetlana, jornalista ucraniana ganhadora do prêmio Nobel de Literatura, conta…

Resenha do livro: Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Chimamanda é uma escritora nigeriana, nascida no Estado de Anambra, em 1977. Escreveu vários livros importantes como: “Hibisco Roxo”, “Meio Sol Amarelo”, “Para educar crianças feministas” e “Americanah”, todas as obras de muito sucesso. Sejamos todos feministas é um livro que nasceu em uma palestra TED, de 2013. A primeira questão interessante de pontuar é…

Resenha: Documentário Audrie & Daisy – Boni Cohen e Jon Shenk

O documentário é completamente enervante e transmite um sentimento de indignação do começo ao fim. O documentário narra a história da violência sexual e bullying virtual, sofrida pelas jovens Audrie e Daisy, ambas moram em regiões diferentes dos Estados Unidos, mas passaram por situações bem parecidas. Os cineastas circulam em diferentes cidades norte-americanas, fazendo entrevistas, utilizando…