Resenha filme: Eu sou Michael – Justin Kelly

Eu sou Michael (James Franco) é um filme autobiográfico, que conta a história de Michael Glatze ex-ativista gay e editor de uma revista especializada para o público LGBT, que se tornou cristão e pastor fundamentalista. A sexualidade é um dos maiores tabus sociais, sabemos que mexer nisso é tocar em vespeiro. Mas, não devemos ignorar que…

Resenha filme: A Noiva do Diabo – Saara Cantell

A Noiva do Diabo é um filme baseado em uma história real, sobre caça às bruxas ocorrida em 1666, nas ilhas Aland, na época parte da Suécia, e hoje  Finlândia. A Suécia é um país historicamente protestante e a fim de combater feitiçarias a igreja, que era também um braço do Estado, institui juízes para investigar…

Resenha Filme: Filho de Saul – László Nemes

László Nemes é nascido em Budapeste na Hungria. Ele se mudou para França ainda menino e estudou na Sorbonne História e Relações Internacionais. Filho de Saul foi seu primeiro longa. A narrativa começa em 1944, no campo de concentração de Auschwitz. O protagonista é o judeu Saul, que faz parte do grupo de Sonderkommandos, também…

Resenha Filme: Uma vida iluminada – Liev Schreiber

“Tudo é iluminado pela luz do passado. Ela sempre está ao nosso lado, do lado de dentro, olhando para fora.” “Eu achava que os judeus tinham merda na cabeça, pois pagavam várias somas de dinheiro ao meu pai, para virem dos Estados Unidos para Ucrânia nas férias para procurar parentes mortos.” O filme é baseado…

Resenha Filme: Lugares escuros – Gilles Paquet-Brenner

Lugares escuros é um filme bom, não ótimo. Tem uma narrativa muito interessante, mas mal aproveitada, acredito que os assuntos foram um pouco “socados”. Mas, mesmo assim achei que valeu a pena assisti-lo. O longa é uma adaptação do livro homônimo de Gillian Flyn.  Nunca li nada dessa autora, mas em breve vou me aventurar.…

Resenha Filme: Lore – Cate Shortland

  A narrativa se passa na Alemanha no final da Segunda Guerra Mundial em 1945. Uma jovem está tomando banho e desce as escadas para ver seu pai que chegou. A cena dá grande destaque a ação do banho, enfatizando a obsessão pela limpeza. Vemos na colcha da cama uma suástica e já descobrimos que…